sexta-feira, 2 de abril de 2010

Geografia: a Ciência do Espaço

Geografia: ciência do espaço
O que significa estudar geograficamente o mundo ou parte do mundo?
A Geografia se propõe a algo mais que descrever paisagens, pois a simples descrição não nos fornece elementos suficientes para uma compreensão global daquilo que pretendemos conhecer geograficamente.
As paisagens que vemos são apenas manifestações aparentes das relações estabelecidas entre os muitos e variados integrantes do nosso planeta e até mesmo do Universo.
Da energia do Sol à ação dos bichos, das plantas, das águas e dos ventos; dos movimentos executados pela Terra aos constantes deslocamentos verificados na crosta terrestre; das formas restritas e localizadas de atuação das tribos indígenas à planetária intervenção das modernas sociedades industriais não nos faltam dinâmicas e relações a serem investigadas.
Ir além das aparências significa considerar que por trás de toda paisagem temos, necessariamente, uma dinâmica particular que a determina, que a constrói, que a mantém com determinada aparência, por exemplo, de floresta, de deserto, ou até mesmo de cidade.
Estudar geograficamente o mundo, no todo ou em parte, é buscar entender como e por que as paisagens - sejam elas quais forem - apresentam as características que observamos. Ou seja, o que se busca é o entendimento do espaço geográfico, que, dessa forma, deve ser entendida como algo que inclui não só aquilo que vemos (paisagem), mas também os fatores determinantes da aparência. Entre todas as dinâmicas de que resultam as diversas paisagens que se espalham pelo mundo, as impostas pelo ritmo e pelas necessidades das modernas sociedades industriais são hoje as mais presentes na quase totalidade das paisagens que venhamos a investigar.
Portanto, uma investigação de fato geográfica acerca do mundo atual deve, mais do que se ocupar de descrições de realidades aparentes (paisagens), propor-se a investigar, principalmente, o modo pelo qual a sociedade produz o espaço geográfico.
Para melhor compreensão do que estamos dizendo, vamos considerar que qualquer pessoa é capaz de identificar um conhecido "cartão-postal" do Brasil. Trata-se da cidade do Rio de Janeiro, da qual se vê a baía de Guanabara, o Pão de Açúcar, o Cristo Redentor, etc.
Se a investigação geográfica dessa paisagem se restringisse à descrição dos elementos que a constituem, bastaria acrescentar mais alguns nomes à lista que iniciamos. Assim, mencionaríamos também os diversos tipos de construções e moradias, as praias, os vários tipos de embarcações, as pistas asfaltadas, os carros, etc.
Mas, como dissemos, não basta fazer uma espécie de fotografia falada ou escrita das paisagens, pois o espaço geográfico não se revela apenas na aparência das coisas, mas sobretudo na investigação das razões que determinam essa aparência.
E, para entendermos de fato esse espaço, ou descobrirmos tais razões, teríamos de necessariamente responder a muitas questões, tais como:

• Por que exatamente neste local construíram-se tantos prédios e tantas avenidas? Para onde vão ou de onde vêm essas embarcações, esses carros, ou esses ônibus?

• Por que a imagem do Cristo Redentor foi colocada num dos lugares mais altos da paisagem?

• Por que a baía tem esse formato?

• Como surgiram os morros em torno da baía?

• Por que alguns dos morros têm cobertura vegetal e outros não?

• E as pessoas? Onde estão, o que fazem, como vivem?
Ao responder a essas e a muitas outras questões que poderíamos formular a partir de uma simples observação atenta da paisagem, buscamos na verdade desvendar as dinâmicas responsáveis por cada um dos elementos aparentes que nos chamam a atenção. Ou, em outras palavras, estaríamos desvendando o espaço geográfico do qual esse cartão-postal do Rio de Janeiro revela apenas a aparência.
PEREIRA, Diamantino; SANTOS, Douglas e CARVALHO, Marcos de. Geografia: ciência do espaço - o espaço mundial. São Paulo, Atual, 1993.

13 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. NÃO É POR ACASO QUE EU SOU COMPLETAMENTE APAIXONADO POR ESTE CAMPO DE ESTUDO TÃO GENERALISTA E DINÂMICO.

    ResponderExcluir
  3. Muito interesante a sua observação sobre a geografia.

    ResponderExcluir
  4. Sou apaixonado pela Geografia, a mais interessante das ciências. costumo dizer que entre mim e a Geografia existe um caso de amor.

    ResponderExcluir
  5. Gostei muito do artigo. Vou começar a cursar Geografia na UFT (Universidade Federal do Tocantins)este mês e estou muito empolgado. Gosto cada vez mais desta ciência! dobicodopapagaio.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Fooii. Deeus qeen criioou tuudoo okkeei ?

    ResponderExcluir
  7. ola estou em fase final do meu curso de geografia e o meu TCC é sobre blogs como proposta pedagogica no ensino de Geografia preciso de proposta de atividade para colocar no meu trabalho se vc tiver algo e puder me mandar
    agradeço meu e-mail adelmarciassilva@gmail.com

    ResponderExcluir
  8. ola estou em fase final do meu curso de geografia e o meu TCC é sobre blogs como proposta pedagogica no ensino de Geografia preciso de proposta de atividade para colocar no meu trabalho se vc tiver algo e puder me mandar
    agradeço meu e-mail adelmarciassilva@gmail.com

    ResponderExcluir
  9. Gostaria de agradecer ao responsável pela criação desse blog. Sou aluna do curso de geografia. E fiquei impressionada pela qualidade das explicações levantada nesse blog. Já adicionei em meus favoritos.
    Obrigada.
    Edna

    ResponderExcluir
  10. olá estou trabalhando com formação decente vou adora se puder me mandar algum material pra eu trabalha com minha aluna .. estou com Metodologia de Geografia e Metodologia de Ciêcias..

    Desde ja fico grata... meu email é vera_luciasouza@hotmail.com

    ResponderExcluir

Deixe aqui sua crítica ou opinião inteligente;